Menu

HEART BEAT

29 / JUL

SAB - A partir das 14h

Atrações: Aninha, Dashdot, Fabo, Fran Bortolossi e André Maran

ANINHA: O amor é um sentimento intangível, difícil de se mensurar em medidas palpáveis. Ele se manifesta de maneira misteriosa, interior, muitas vezes sem se tornar visível aos olhos do mundo lá fora. Mas são em gestos que ele se mede, e acima de tudo, à longo prazo: o amor sobrevive ao tempo, e significa cuidado com aquilo que se ama. Aninha é um exemplo preciso. DJ, produtora, dona do selo AIA Records e sócia fundadora da agência de talentos 24bit, ela administra cada faceta de sua carreira com um envolvimento verdadeiro, capaz de sobreviver à ciclos passageiros. À começar pela própria noite, sua parceira desde os anos 90, quando trabalhava como promoter no litoral norte de Santa Catarina; por sua relação com o vinil, iniciada em seus primeiros passos como DJ e que dura até hoje, em seus quase 15 anos de carreira. Ou ainda nas relações humanas, que se criam, se desenvolvem e amadurecem com serenidade, à exemplo de suas residências de longa data no Club Vibe e no Warung Beach Club, onde o vínculo criado com o público, duradouro, revela ainda uma outra face de sua constância: House e Techno vigorosos, límpidos, reconhecíveis, há mais de uma década, imediatamente ao começar uma apresentação. Mas se o amor se mede à períodos longos, ele também é reconhecível no zelo à cada atitude – que para Aninha se traduz não apenas nos desdobramentos de sua intuição artística, afinada na mesma harmonia daquela de seu público, mas na vontade de valorizar novos artistas nacionais com o AIA Records (selo que lança exclusivamente em vinil e que compõe-se de um sub-selo, o AIA D, dedicado ao digital), ou quando decidiu abrir a agência de talentos 24bit com duas outras sócias, em 2011, com o intuito de dar mais atenção, e de forma mais afetuosa à carreira de cada artista, algo então praticamente inédito no cenário brasileiro. Assim como constância é seu sobrenome, Aninha também revela firmeza, destemida, de mudar aquilo que acredita que deve der mudado. Envolver-se com ela é ultrapassar qualquer prova de efemeridades, e ter a certeza de uma entrega legítima, fiel à suas convicções.

DASHDOT: (Dançar é simples)
Comunicação não deveria ser algo complicado. Um traço e um ponto: fundamentos do código Morse, a base do braile. Com esses dois símbolos, incontáveis estórias têm sido contadas e tamanha simplicidade está no núcleo da arte de Dashdot. Enquanto esses músicos empregam habilidades técnicas e ouvidos experientes, eles acreditam que dançar é algo natural e universal como um círculo e uma linha. Sobre esses alicerces, o duo vem assombrando charts internacionais com sua música única, melódica e acima de tudo eminentemente dançante. André Guarda e Felipe Flora não se conheceram nas aulas de piano quando eram crianças. Ambos nascidos no interior, foram iniciados no mercado da música através da gravadora Movida Records, quando ainda estavam no ensino médio. Permaneceram desconhecidos um para outro até a mudança para São Paulo, onde foram conectados por uma paixão mútua pela música, e um toque do destino. Dashdot foi lançado em fevereiro de 2012 no D-Edge. Artistas, produtores e donos de selo, os membros do Dashdot se tornaram candidatos primordiais a gigs ao redor do mundo. Residentes do templo Warung – lançaram seu primeiro álbum no selo homônimo do clube – levaram sua música para as Américas, Europa, África e Oceania. Expandindo seus horizontes dia após dia, a estrela do duo está ascendendo firmemente, com lançamentos em gravadoras como Chill Mint Music, Off Recordings, Frequenza Limited, Heinz Music, Bunny Tiger, CUFF, Great Stuff e LouLou para citar algumas. Conforme ganham exposição, também ganha o Brasil. O sucesso desses garotos talentosos reflete neles próprios e em sua terra natal, trazendo ainda mais atenção à efervescente cena brasileira. Só podemos imaginar o que o futuro reserva, uma vez que André e Felipe – ou simplesmente Dashdot – continuam a cimentar seu lugar entre os mais prolíficos nomes no mundo da dance music.

FABØ: Dizem que sintetizadores têm sonhos. Eles sonham em serem sintonizados em novas combinações, em serem controlados por alguém com paixão e criatividade. Tudo isso é verdade, pois foi mostrado a Fabø em um dos seus próprios sonhos. Enquanto ele dormia e tinha visões de uma vida passada, repentinamente sentiu o chamado do sintetizador, o deslumbre do compressor e o suave brilho da tela do computador clamando por sua presença. Um novo dia amanhece. Com um bumbo e claps firmes, Fabø está pronto para ambos, construir e reconstruir belas canções. Suas raízes se encontram nos poderosos acordes e fragilidade emocional de Joy Division e New Order. Dessas origens seu próprio destino e criatividade começaram a dar frutos. No centro, uma linha de baixo poderosa, à esquerda, sintetizadores assombrosos e à direita, algo desconhecido, mas melódico e cativante. Esse é o caráter de Fabø. Música eletrônica que nem é tão estranha, nem tão familiar. Percussões incisivas e grooves sólidos movem os pés dos ouvintes, enquanto vocais intrigantes encontram espaço em seus corações. Fabø é fiel ao seu processo criativo, como indivíduo ou como parte da dupla Rolldabeetz. Sua relação com os instrumentos não é entre homem e máquina, mas simplesmente de uma frequência à outra. Sua música característica fez de Fabø um embaixador da cena house brasileira. Suas residências nos Clubs Vibe e Warung Beach Club, onde levou sua música a milhares de ouvidos e novos adeptos. Gravadoras internacionais tomaram notícia de seu trabalho e o colocaram em companhia de grandes artistas, em selos como Nurvous, Stranjjur, Electronique e sua própria Playperview. Jovem na idade, experiente em seu coração, Fabo está liderando uma revolução. O Brasil o conhece, e agora é hora de todo o mundo também.

FRAN BORTOLOSSI: O Sul do Brasil é um local privilegiado para os fãs da música eletrônica: clubes, festivais e uma cultura que na última década se fortaleceu muito compõem um cenário rico e em franco crescimento – e é dele que o gaúcho Fran Bortolossi surge como um dos mais talentosos protagonistas. Fran começou a tocar no ano de 2006 na Serra Gaúcha, após uma infância cercada por música: sua mãe é pianista e desde cedo influenciou o filho a entender aquilo que aos poucos foi se revelando sua grande paixão. Em 2009 o DJ passou a fazer festas com a música que ele e seus amigos curtiam e desta iniciativa nasceu a COLOURS, festa itinerante que já teve mais de 40 edições entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina e que hoje é uma referência nacional em produção e curadoria. Além dos eventos que produz, o talento de Fran também foi se revelando nas mixagens e na construção de sets de House Music: sua residência de mais de 5 anos no clube Havana, em Caxias do Sul, lhe rendeu experiência para que hoje pudesse apresentar seu som em grandes festivais como a XXXPerience e o Winter Festival, além de clubes brasileiros do porte de D-Edge (SP), Warung (SC) e Vibe (PR). Em 2013, ao lado do também DJ e produtor Vini Ferreira, Fran deu início ao projeto “BigPacGang”, que em 2014 lançou sua primeira faixa própria além de assinar um remix para os belgas LouLou Players e Kolombo. No comando das pistas, à frente da produção de eventos ou dentro dos estúdios, o nome de Fran Bortolossi representa talento e comprometimento com a boa música eletrônica.

Camarote:
Reservas e informações de camarote pelo telefone 48 3284.8156 ou pelo email camarotesp12@parador12.com.br

Observações:
Abertura da casa: das 14h às 22h;
Neste dia não há opção de consumação mínima;
Todos os valores acima estão sujeitos a alterações sem aviso prévio;
Proibida à entrada de menores de 18 anos.

Patrocínio: Gelos Cubinho, Ecco! Energy Drink, Coca Cola Zero, Cerveja Heineken, Vodka Absolut, Champagne Belle Epoque, Whisky Chivas
Apoio: Grupo CR
Promoção: Jovem Pan
Realização: Grupo Novo Brasil 20 anos
 

HEART BEAT

 Ingressos Antecipados:
ingressorapido.com.br, na loja Ingresso Rápido (Praça de Alimentação Beiramar Shopping) e no P12

A meia entrada é um direito garantido para eventos culturais. Eventos de música eletrônica e bar aberto (open bar) são sujeitos à restrições. Confira na íntegra o DECRETO 8.537/15 que aborda as novas regras da Meia Entrada, que entram em vigor no dia 01 de dezembro de 2015.

Compre agora